A moda é ser babá

Essa matéria é meio grandinha... mas bem interessante.



Cuidar do filho dos outros, aprender inglês e ganhar um dinheirinho. Como são os programas de au pair, a modalidade de intercâmbio que mais cresce no Brasil

Patrícia Moura vive em Fischer, cidadezinha americana no estado de Indiana, e divide seu tempo entre as palavras e as crianças. Com as palavras, aproxima-se de seu país, dos pais, das amigas, de quem a espera há mais de um ano.

Com as crianças, cozinha, brinca, briga, vai e volta da escola, procura respostas para as lições de casa e as birras diárias. Patrícia tem 23 anos eresponsabilidades de mãe, mas nunca encarou uma gravidez. Não pensa em ter filhos tão cedo justamente por viver essa rotina. Está a poucos meses de retomar a vida de solteira em Carapicuíba, na Grande São Paulo, onde vive sua família brasileira. Patrícia é uma das 25 mil brasileiras que embarcam anualmente em programas de au pair - para estudar, cuidar de crianças e vivenciar outra cultura - nos Estados Unidos, na Europa e na Austrália.

Trata-se do tipo de intercâmbio que mais cresce no país, de acordo com as operadoras - em algumas, alcançando 100% de aumento -, e também o mais barato. Comprando um pacote por 800 dólares, sendo de 300 a 500 dólares reembolsáveis no fim do programa, dá para ficar um ou dois anos morando em casa de família nos EUA - destino procurado por mais de 80% das brasileiras. Por esse preço, a au pair tem direito a receber dos pais da criança uma bolsa de estudos de até 500 dólares, salário semanal de até 176,85 dólares, transporte e alimentação. Entre os pré-requisitos estão: inglês intermediário, 200 horas de experiência com crianças, carteira de motorista e ensino médio.

"Quando eu tinha 19 anos, buscava um programa barato de intercâmbio que me proporcionasse boa acolhida em família e uma mesada 'básica'. Encontrei no au pair, que me abriu milhões de portas e me fez perceber minha vocação", diz Andrea Sebben, psicóloga especializada em psicologia intercultural que viveu durante quatro anos como au pair na Bélgica, na Itália e na Espanha.

A possibilidade de passar um tempo no exterior fazendo um curso de línguas ou em sua área de formação sem desembolsar quase nada é decisiva para muitas meninas que trocam informações sobre o programa em comunidades do Orkut - há mais de 350, sendo que a maior tem mais de 5 mil participantes. Mas vale a pena largar tudo para ser babá no exterior? "No começo foi difícil aceitar que minha filha ia deixar um trabalho bom, estável, para cuidar do filho dos outros. Mas ela sabe o que faz, é muito responsável, então nós a apoiamos", diz Antônio Domingos Valino, pai da paulistana Gisele Valino, de 26 anos, que atuava na área de relações internacionais e vive há dez meses em Vermont, área rural nos Estados Unidos.

"Na maioria das vezes as meninas chegam inseguras à operadora, sabem pouco sobre o programa. Então realizamos encontros com uma ex-au pair, que conta sua experiência, o que deixa as candidatas mais confi antes", diz Emília Miguel, gerente de produtos da operadora Experimento. Mas, por mais informação que se obtenha, na prática a vida em outra cultura, com uma família que não é a sua, fica bastante complicada.

A paulistana Kamila Marchi, de 20 anos, não cursou faculdade, preferiu aperfeiçoar o inglês, deixar São Paulo e embarcar para o Colorado, onde Nicolas, de 3 anos, e Katarine, de 6, a esperavam, não tão bem quanto ela imaginava. No início, as crianças a mandavam embora e, às vezes, até tentavam bater nela. Nos dois primeiros meses, os dias foram insuportáveis, regados a brigas e um "sentimento terrível de solidão", segundo Kamila, que quase desistiu, mas preferiu encarar o desafio e conquistar os pequenos. O segredo? "Comecei a ignorar os maus-tratos e a mostrar a eles que aquilo não me abalava. Acho que queriam me testar, ver qual seria minha reação. Depois que tomei essa atitude, as crianças passaram a me respeitar, obedecer e falar que me amavam", conta.

A rejeição inicial não é regra entre as crianças que recebem as futuras babás. Helena Maria da Silva, de 26 anos, embarcou no mesmo avião que Kamila, também para o Colorado, onde encontrou Isabela, de 4 anos, e Henry, de 2. "A viagem foi emocionante: meu primeiro voo internacional! Quando cheguei, as crianças vieram me abraçar, dar presentes, e a família toda foi muito carinhosa comigo", diz Helena. Sorte de principiante? Não.

Um dos aspectos mais importantes para quem deseja ser au pair é ter calma na hora de escolher, ou melhor, de ser escolhido. O banco de dados das operadoras é parecido com o dos sites de relacionamentos. As famílias interessadas têm acesso a informações sobre as candidatas, entram em contato com elas por e-mail e depois por telefone. As meninas também vêm o perfil da família e avaliam se satisfaz suas expectativas. E se o santo não bater? Melhor dispensar do que embarcar em uma roubada por pura pressa.

A inquieta Ana Claudia Silvia, carioca, não queria saber de esperar; já estava com quase 27 anos, idade máxima para fazer o intercâmbio. Inscreveu-se em um site gratuito com perfis de famílias e candidatas a au pairs, antes de procurar uma operadora. Fez contato com famílias dos Estados Unidos, trocou dezenas de e-mails e recebeu diversas ligações, até que encontrou o lar perfeito. "A família ficou apaixonada por mim. E estava disposta inclusive a entrar em uma agência americana que tivesse acordo com alguma agência brasileira. Pedi que fizessem isso. Afinal, eu não podia embarcar sem que alguém intermediasse: é muito arriscado, mesmo sabendo que a família era séria", conta. A história, porém, não teve final feliz. Ana Claudia inscreveu-se em uma operadora, preencheu toda a papelada e manteve contato com os americanos, que começaram a apressá-la, pois precisavam dela o mais rápido possível. A burocracia não respeitou o ritmo da brasileira nem a pressa dos gringos.

A família americana desistiu de Ana. A notícia veio em um e-mail em que eles avisaram que já haviam contratado outra pessoa. Apesar de decepcionada, Ana persistiu e inscreveu-se em outra operadora. Hoje está na Califórnia, cuidando de dois meninos, aperfeiçoando o inglês, aproveitando a praia e "praticando a calma".

Os destinos das au pairs são variados. Podem ir da concorrida Nova York à romântica Paris, passando pela Pensilvânia ou por uma cidadezinha no interior da Alemanha. Ficar em um lugar afastado dos grandes centros não significa necessariamente uma vida entediante. Quem diz isso é a paulistana Gisele Valino, que vive há dez meses em Vermont. "Estou morando numa região rural, que é muito bonita. A maior cidade próxima daqui é Burlington. É lá que encontro o pessoal, de dia, para aproveitar a praia que se forma na beira do Lago Champlain e, à noite, nos bares e pubs. Isso quando estou de folga", diz.

As sonhadas folgas, em geral, são distribuídas da seguinte forma: um dia e meio por semana, um fim de semana inteiro por mês e duas semanas de férias por ano. Esse é o padrão; porém, é preciso negociar os dias de descanso de acordo com os interesses da au pair e as necessidades da família. Algo nem sempre fácil. Simone Carine Itner, de 26 anos, ficou nos Estados Unidos até outubro de 2007, seu segundo ano de intercâmbio, e agora mata a saudade da terra natal, Timbó, a 30 quilômetros de Blumenau. Mas, enquanto viveu em território americano, aproveitou para viajar. Sempre que o orçamento permitia, viajava nos fins de semana de folga com as amigas que conheceu nos encontros de au pairs, organizados todos os meses por algumas operadoras. Uma dessas viagens foi para Nashville, com mais nove meninas. "Uma loucura! Eu cuidei de todos os detalhes: escolhi hotel, roteiro, aluguei um carro. Minha host family (como são chamadas as famílias que recebem a au pair) deu todo o apoio. Vivia me incentivando a conhecer novos lugares", diz a catarinense.

Também no segundo ano de intercâmbio, mas em Paris, Selma Oliveira de Almeida, de 26 anos, teve sorte e ganhou uma viagem da família que a contratou. "Desde o início eles me trataram muito bem, sempre me ajudando, principalmente com as dificuldades que eu tinha quanto à língua. No fim do primeiro ano me deram uma viagem para Londres com acompanhante. Foi maravilhoso!" A possibilidade de conhecer outras cidades e outros países torna o intercâmbio ainda mais interessante. Entretanto, de acordo com a psicóloga Andrea Sebben, para aproveitar o programa ao máximo, é preciso saber se portar, ser curioso, ter autonomia, coragem e, mais que tudo, se interessar pelas diferenças culturais e aprender a conviver com elas.

Carol Mella, de 22 anos, nasceu em um lar católico. Fez crisma e primeira comunhão. Quando embarcou para Park City, em Utah, nos EUA, levou na mala, além de casacos, um terço, lembrança da família que ficou em São Paulo. A comunidade em que Carol mora nos Estados Unidos é mórmon. Ela é uma das únicas au pairs da cidade que não seguem essa religião. É única também para Annie, de 7 anos, Zoe, de 6, e Micah, de 4. Por isso ficará mais um inverno debaixo de muita neve. Quanto à questão religiosa, a paulistana diz: "Nunca sofri preconceito e a cada dia aprendo a viver melhor com as diferenças". E mantém a sua fé.

Do outro lado do país, em Maryland, Aline O'Reilly, de 23 anos, sofreu com outro tipo de diferença: a gastronômica. Acostumada a comida bem temperada e com "sustância", a pernambucana diz que não se conformava com o cardápio junk food dos americanos. "Quase todo dia tinha alguma coisa frita ou, pior, congelada nas refeições", diz ela. Até que a brasileira virou o jogo, começou a fazer compras para a família e a incrementar a alimentação das crianças com produtos e pratos saudáveis. Afinal, o intercâmbio acrescenta tanto para quem embarca quanto para quem recebe. "Nos Estados Unidos, na Europa ou na Austrália, do ponto de vista econômico é muito vantajoso para as famílias contratar uma au pair, sem falar na troca cultural", diz a psicóloga Andrea Sebben.

No caso de Aline, o intercâmbio acrescentou mais do que ela poderia imaginar. Quando saiu do Recife, com 20 anos, rumo a Maryland, não sonhava em se casar, ter filhos, nada disso. Queria apenas aperfeiçoar seu inglês e cuidar bem das duas crianças que a esperavam. Mas, em seu primeiro Dia de Ação de Graças, depois de muita insistência, foi almoçar na casa de uma vizinha brasileira e conheceu o irlandês Owien, que também estava lá por obrigação. Eles, além de compartilhar certo desconforto, se apaixonaram e em pouco tempo começaram a namorar. Depois de oito meses, Aline decidiu trocar de família. Queria viver em Nova York; então foi para lá cuidar de outras três crianças. Apesar da distância, continuou seu romance com o irlandês naturalizado americano. Aline aguentou apenas dois meses com a nova família e logo deixou a casa em que morava para viver novamente em Maryland, dessa vez com Owien. Descobriu então que estava grávida, esperando Tomas.

Hoje Aline, Owien e Tomas vivem na Irlanda. Vieram ao Brasil pela primeira vez em setembro. A pernambucana Aline não pensa em contratar nenhuma au pair para ajudá-la. Por quê? "Quero que meu filho cresça ao redor da família. Nos Estados Unidos, os pais deixam de estar presentes, falam com os filhos apenas na hora em que estão dormindo. É só 'good night'. Eles esperam que a au pair seja pai e mãe das crianças", diz. "Mas, apesar disso, o programa foi um ótimo aprendizado para mim."


Por: Talita Ribeiro / Foto: Ilustração: Mauro Nakata
Fonte: Viaje Aqui

Sobrevivi as Fériasss....

Ok… Eu sei que devo millll desculpas pela minha ausência... mas vou ser sincera... a gente trabalha tanto...que chega no final do dia... da uma preguiiiiça de escrever...rsrsrs...

Já tem 4 meses que estou nos states...rs... e olha... a sensação que eu tenho é to aqui há muito mais tempo. Vou dizer que ta sendo uma experiência maravilhosa pra mim, mas que não é nada fácil morar com outras pessoas... morar em uma casa que não é sua... cuidar dos filhos dos outros... ter carro que não é seu... ficar longe de tudo e de todos que amamos.... éee... Vida de au pair não é um mar de rosas... mas temos as nossas recompensas! =)

Nesse tempo já aconteceu muitas coisas:
- Já discuti com o meu host 2 vezes;
- Já fiquei com raiva do meu host;
- Já não quis olhar na cara dele por vezes, mas tive que ser forte e disfarçar;
- Já viajei pra Boston, Las Vegas e Grand Canyon;
- Já tive 2 Dates... os 2 foram bem legais... mas não rolou nada não...um virou meu amigo e o outro que até q podia ser deu de louco depois de mostrar todo interessado.... Americano Doidoo!... =P
- Já comprei muita roupa... ADOROO!!!....rsrs
- Já comecei a estudar inglês.
- Já fiz amizade que certo que vou levar pra vida toda!
- Já chorei de saudade, mas nunca pensei em desistir.

Cada dia aqui é uma Vitória! Ainda to firme e forte, vivendo um dia de cada vez.

Nesse tempo posso dizer que já descobri muitas coisas:
- Sou muito mais forte do que eu imagina;
- Que consigo me adaptar fácil a tantas coisas novas;
- Que sou uma ótima cozinheira...rsrs...;
- Que aprender inglês requer muita paciência... =P
- Que família e amigos são fundamentais na nossa vida! ;)
- Cuidar de criança não é tarefa fácil... Cannnsa!...rs
- Summer Time é desgastante D+! Estressa até a alma!
- Tudo aqui engorda!!! Comida saudável pra eles é quase que uma Bomba Calórica... =O
- Fazer amigos não é tarefa fácil quando vc mora em um lugar isolado!... =/
- FDS Off é fundamental para a sobrevivência de uma Au Pair!...rsrs
- Carro compartilhado não é uma coisa muito boa... mas... da pra aguentar
- E ser flexível é fundamental!

Minha família não é das piores, a mãe esta sendo bem querida. Mas genteee... não são perfeitos... tem várias coisinhas que tem q entrar por um ouvido e sair pelo outro. São coisas pequenas, mas que irritam.


As crianças estão valendo a pena. A menina vive me surpreendendo com presentinhos. Uma fofa =). Olha as fotinhos de algumas coisas que ela já me deu...

Essas coisas dão muita força e vontade de continuar! ;)



Fiz a escolha certa! =)

Olha só…disse que ia fechar o blog… mas NÃO TO CONSEGUIIINDOOO!!!.... hehehehehe.... tentei e tentei e tentei....e nada de o blogger deixar... não sei o que se passa... bom... enquanto isso vou postando... quero contar as coisas pra vcsss...rsrsrs...

Já to na minha segunda semana com a família... e posso dizer meninas que estou super adaptada. Meus host são super queridos comigo, não tenho do que reclamar... e sinto que eles já tem um carinho bem grande por mim tmb. As kids são d+. A menina nunca mais fez aquilo que fez no primeiro dia... tem mostrado muito carinho por mim.

Na terça feira eu fui de manhã com uma amiga da minha host ver a Sam tocar violino na banda da escola. Percebi q ela ficou bem feliz. Adorei ter ido, me senti em um filme... pq foi bem igualzinho nos filmes.. coral super afinado... banda.... muito legal! Mais tarde, eu estava brincando com o Matt...e a Sam estava em frente de casa... daí ela entrou e me chamou pra ver uma coisa muito urgente... daí quando eu fui la fora... ahhhhhhhhh....fiquei até emocionada.... olha o que ela tinha feito pra mim...



Pois é... nessa hora que percebi que realmente estou sendo querida por todos eles. Fiquei muito feliz. Ainda não choreiiiii....rsrsrsrs.... talvez pq eu esteja bem feliz aqui. Torço para que seja assim até o final.

Ahhh... olha que massa... sexta feira meu host me levou de manhã pra tirar meu Social Security... daí conversando no carro...ele me mostrou a placa em direção a Park Way... que eles disseram que eu nunca poderia pegar pq acham perigosa e tal... daí falei.. “Ahh...sei...essa é a rodovia que nunca posso pegar né?”... daí ele disse... “Hmm... vc é diferente...vamos ver... de repente vc pode sim”.... gente.... me senti muito especial nessa hora... Pq eles nunca deixaram au pair nenhuma pegar essa rodovia.

O carinho ta sendo recíproco. O único problema daqui onde eu to, é que é longe de tudo e de todos... só conheci 1 menina até agora... mas nem mora tão perto assim... ahh..e a vizinha... mas ela não costuma sair pra se divertir.

Ontem eu fui pra New York city de Trem. Bem fácil ir, só demora um poko... mais ou menos 1 hora... mas é bem tranquilo. To com as minhas pernas acabada hj de tanto que andei...rsrsrss... Acabei indo sozinha, mas foi legal.

Meu trabalho até agora ta sendo bemm tranquilo. É bom eu aproveitar, pq logo logo as kids estão de férias... dai sim o bicho pega...rsrsrs

Geeenteee... estou me descobrindo uma excelente cozinheira aqui...kkkkkkkkk... eles estão amando a minha comida... outro dia até ganhei uma abraço da host de agradecimento de tão boa que tava a comida....rsrs... foi bemm massa!... =)

Ahhhhhh falando em cozinha...comida e tal.. lembrei de uma coisa bem legal q aconteceu tmb... outro dia, na janta... o pai disse pras kids me darem um big abraço de agradecimento tmb...rs... dai a Sam veio toda querida...e me deu um beijo... dai o Matt ficou fazendo graça....e depois deu um big abraço apertado muito gostoso... dai o pai fala "Ela merece pq ta sendo a melhor au pair que já tivemos"... fala se isso não é muito legal??.. Motiva qualquer au pair a fazer o melhor sempre... rsrsrs...

É isso... to bem feliz... e graças a Deus está tudo dando certo! =) Meu inglês ta indo daquele jeito... +... vou chegar lá!...rs

Mil Beijos e brigada pelas visitas, pelos coments... ADORO!... =)   

FECHANDO O BLOG!


Oiiiieee!!!

É gente... estou fechando o blog... não queria, mas acho que agora que estou aqui na família, e falando sobre eles... sobre toda a minha vida aqui... pensei que a melhor coisa a fazer é fechar pra evitar possíveis problemas futuros...rs...

Então, agora o blog só vai ser para os VIPS...rsrsrsrsrsrs.... QUEM QUER SER VIP????!!!!... =P  Quem quiser continuar lendo o blog, por favor deixa o e-mail na parte de comentários que eu vou add aqui na áera VIP....rsrsrs....

PS.: Muitas pessoas estão tendo dificuldade em visualizar meu blog e as vezes não conseguem comentar. =/ ... Se isso acontecer... deixe seu e-mail no MURAL DE RECADOS ao lado. Ou se isso tmb não funcionar, mande um e-mail pra mim com o seu e-mail - lucianamadjarof@gmail.com

É isso.. só vim aqui hj pra deixar esse recado.

Mil beijos... =)

PRIMEIRA SEMANA COM MINHA HOST FAMILY!


Oiiiieeee

Eu sei… demorei muito pra mandar notícias... mas é que estava pegando o ritmo das coisas por aqui... então confesso que ficava com preguiça de escrever...rsrs...
Vou seguir o esquema do post anterior.... vou fazer por tópicos, assim fica mais fácil pra vcs entenderem meus dias por aqui.
Antes de mais nada deixa eu apresentar meu novo lar pra vcs.



Simm... me encantei quando vi essa casa. Todo bairro aqui é lindo... Uma casa mais linda que a outra. Fiquei encantada com tanto luxo... =)
Ok... vamos aos meus dias.


26/05/11 – QUINTA-FEIRA – Chegada na Família.

Só o pai foi me buscar no hotel, mas foi muito querido e até um abraço me deu. Fomos conversando o caminho todo, na medida do possível é claro...rs... mas a gente se entendeu muito bem. Quando cheguei na casa fiquei de boca aberta com tanta beleza...rs... As crianças me receberam muito bem. Conheci a antiga au pair brasileira que ainda estava na casa. Ela me ajudou muito. Bom, nem tudo é perfeito e a gente sabe disso...rs... olha só... as crianças tem umas coisas meio desagradáveis.... vou explicar...  todos tinham terminado de jantar, daí a menina vai até o balcão da cozinha e fala “a Luciana vai limpar a mesa hj”... percebi que a mãe tinha ficado toda sem graça... daí eu fingi que não tinha entendido... daí a mãe fala “Ela disse que vc não precisa limpar a mesa”... daí a menina não contente... depois de um tempo fala pro pai “Mais ela não é minha empregada?”... =/ .... fingi que não entendi mais uma vez...rsrs... Essa tática é boa...rs
Eu estava muiiiitoo cansada... pq como perceberam no hotel as coisas não foram fáceis...rsrs... fiquei conversando com a Bruna e capotei.


27/05/11 – SEXTA-FEIRA – Aprendendo ser au pair.

Graças a Deus a Bruna passou esse dia todo comigo, aprendi muita coisa com ela. Ela me ensinou tudo que era mais importante como mexer com as máquinas... alimentação das crianças... arrumar as coisas por aqui... alguns caminhos importantes...e mais umas coisinhas. Já meio que tirei um peso de dentro de mim... fiquei bem mais aliviada. Gente... toda sexta-feira é dia da pizza aqui... mais olha só... eles em vez de comprar a pizza...que é muiiiitoooo barata.... nãoooo.... eu tenho que fazer a pizza... é mole um negócio desse???...rssrs... Ok... daí aprendi a fazer a tal da pizza... não é difícil, mas q podiam comprar...ahhhh podiam....rsrsrss.
Ahhhhhhhhhh..... hj dei os presentes.... gennnteee.... foi muiiiiitooo legal ver a cara deles.... eles amaram tudo q eu dei... até o quebra-cabeça que achou q ia ser sem graça o menino amou... fez uma carinha de todo feliz...rs... As havaianas fez o maior sucesso... amaram e não tiram mais do pé... (é bem legal isso..pq tenho a certeza de q acertei nos presentes...=).... a host amou o colar de pedra... disse que amaa coisas com pedras... e já até foi trabalhar com ele... =)... enfim... foi muito bom ver a reações deles... fiquei bem feliz.
A noite eu sai com a Bruna pra conhecer a vizinha au pair. Ela não é brasileira e parece ser bem querida. É... só vou ter ela aqui por perto... pq esse lugar é meio q isolado... no sentido de pessoas... tipo... acho que aqui mora muiiita família, então imagina... =/


28/05/11 – SÁBADO – Festa na piscina!

Hj a Bruna foi embora bem cedo. Acordei 8 horas pq a host pediu pra eu olhar as kids enquanto ela ia pra academia. Daí dei café pra elas...e fiquei lá. Hmmm... depois fui em um “sacolão” com a host pra ver o que ela costuma fazer. Foi legal. Ela não conhecia o que era xuxu...rs... daí comprou pra eu fazer. =)
Conheci a mãe da host... um tanto quanto nariz empinado...rs... me olhando bem por cima sabe?... enfim... depois acabei me acostumando com o jeito dela. Depois chegou o pai da host (um querido)... o irmão e um monte de crianças...rs... Ficaram o dia todo na piscina.
Apresentei meu projeto pra host e ela simplesmente amou e disse que foi o mais bonito e bem feito que ela já recebeu. (logo logo faço uma postagem sobre o projeto da APC).
Hj o dia foi mais pra conhecer melhor todos eles. Ficava um pouco la e um pouco sozinha... fui meio dividindo o tempo... não quis ficar o tempo todo com eles.


29/05/11 – DOMINGO – Festa again!

A festa continuou por aqui hj...rsrs... mas dessa vez com os vizinhos. Eles eram bem gente boa, masss não paravam de falar em espanhol comigoooo..... eu cansei de falar que eu não falava espanhol... q no Brasil a gente fala português...rs...  mas mesmo assim insistiam no espanhol... depois que beberam um poko então...vixiii....rsrsrss...
Hj tmb deu até pra pegar um bronze...rs...


30/05/11 – SEGUNDA-FEIRA – Feriado!

Bom, hj ela pediu que eu fizesse as coisas como se as crianças estivessem na escola. Então eu acordei cedo... fiz o café das kids, arrumei os quartos, ajudei na cozinha... mas não fiz janta hj. Meu trabalho na verdade começa amanhã. Hj só foi mesmo pra dar uma praticada de como vai ser mais ou menos a minha rotina.
Hj sai com o host de carro pra conhecer alguns caminhos importantes... ele me elogiou muito dirigindo... fiquei feliz.


31/05/11 – TERÇA-FEIRA – Agora começa a “brincadeira”!....rs

Hj acordei cedo, fiz o que tinha que fazer pras kids e levei elas para a escola as 8:30 da manhã. Daí voltei, arrumei os quartos, fiz a laundry, dei uma ajeitada nas coisas por aqui e pronto. Fiquei até 3:30 sozinha.
Hj foi o primeiro dia que cozinhei por aqui... meuuuu Deusss.... o arroz ficou a maior papa do mundo...kkkkkkkkkkkkkkkk..... sei la... parece diferente aqui... eles comeram, mas q ficou ruim ficou....rsrsrsrs... o resto as kids amaram... fiz xuxu (que eles não conheciam, e vagem refogada).
Depois fui andar um pouco de bicicleta com a menina.


01/06/11 – QUARTA-FEIRA – Começando a entrar no ritmo!

É... hj as coisas começaram a entrar na minha cabeça... tenho q meio q decorar tudo... pq vai ser meio que tudo igual por mais um mês, antes das kids entrar de férias.
Hj fiz purê no jantar e todos amaram... Acho que to me saindo bem na cozinha (tirando o arroz)...srrss...
Ajudei as kids com as lições de casa e deu. =)


02/06/11 – QUINTA-FEIRA – Entrando na Rotinha...rs!

Ahamm... sim.. já estou caindo na rotina...rsrsrs... tudo igual...
O que fiz de diferente hj foi dar umas voltas de carro pra conhecer mais a área aqui... fiquei estudando o mapa google e fui dar umas voltas... foi bom... já estou sabendo vários lugares. =) Mas acho que vou comprar um GPS pra mim assim que puder. =)
Hj tentei fazer o arroz antes de eles chegarem... e deu certooooo..... fiquei super feliz...rsrsrs... eles elogiaram muito a minha comida hj tmb... fiz carne picadinha refogada, pimentão refogado e o resto foi a sobra de ontem...rsrs...
Ahhh.... e depois q as kids voltaram eu deixei a Sam convidar uma amiga pra vir brincar com ela. Meninas...isso é ótimo... pq elas ficam lá... se divertindo...e vc fica de boa...rsrs... Só fizeram a mior bagunça... mas td bem...rs...


03/06/11 – SEXTA-FEIRA – Tudo fluindo muito bem!

Hj trabalhei bastante... hj é dia de fazer uma geral na casa... fiz laundry de novo... arrumei tudo... passei pano no chão... essas coisas... ahhhhh....e a bagunça que as kids deixaram ontem... Muiiita bagunça... =/
As kids voltaram da escola... e pediram pra ir na casa de uma amiguinha... ahhhh... claro que levei né?..rsrsrs.... Deixei elas lá por volta das 4 e fui buscar só 5:50... =) ... Essa estratégia é megaaa boa...rsrsrsrs
Hj não tive que fazer janta pq tinha bastante coisa de ontem...=)
Peguei o carro de novo pra conhecer mais um poko daqui.... =)


04/06/11 – SÁBADO – Acheii uma amiga perto de mimmm!!! Be Happy!

DAY OFF!... Hj conversando com a Manu (ela já está aqui há 2 meses e eu já conversava com ela pelo face)... nós vimos que estamos até que perto... daí ela veio me pegar aqui em casa e então saímos... ahhhhhhh.... foi tão bom sair de casa .... saber que não estou sozinha por aqui... Fiquei muito feliz....
Daí nós fomos no MC...rsrs... e depois no Walmart e em uma loja chamada KOHL’S ... Meninass... megaaaa legal... tudo muito barato nessa loja... olha só a jaqueta que comprei... Sabe quanto paguei????.... $ 4,00 ... É isso mesmo... 4 dólares... 90%OFF... acredita???... eu até perguntei pra uma moça na loja... pq super preço pra se desconfiar...kkkkkkkkkkk..... ahhh....e detalhe... aqui em NJ... vc não paga taxa por roupas e sapatos... =) ... magina se não gostei. Aiiii meu dinheirooo...hehehehe....

Quando q eu ia pagar 4 dólares em uma jaqueta???...heheh... só aqui mesmo!..rs


A Manu está indo pra Boston dia 17 – 19 desse mês com outras meninas... e eu vou juntoooo.... Comprei ontem a noite a passagem e a reserva no hostel... =)
Eu que pensei que ia ficar aqui meses sem meio q sair... to super feliz por ter sido tão rápido! =)



Vou ficando por aqui então... quase nem escrevi hj...rsrsrss.... como já entrei na rotina por aqui...rsrss... mando notícias assim que tiver novidades.
Mil Beijos!!!

Muitas Emoções....

Oiii meninass…

Vou escrever hoje por etapas, pq tenho bastante coisas pra dizer… MUIIITASS EMOÇÕES…. =)
Acabei não fazendo meu “LAST POST FROM BRAZIL”...but that’s Ok... Eu terei muitaaaa história pra contar...rs...
Bom... muitas de vcs já sabem que estou aqui com a minha host Family, mas não vou contar nd agora porque pulei várias etapas... então deixo para o próximo post... =)

PRÉ-VIAGEM

Bom... esses últimos dias de pré viagem foram bem tensos pra mim, chorei muito sozinha, no meu canto, pensando nessa coisa de ficar um ano fora e deixar todos que eu amo muito aqui. Sei que não é pra sempre, mas mesmo assim só de pensar em um ano...  me assusta.
Comecei arrumar as minhas malas 2 dias antes da viagem. Tempo suficiente...então não tive problemas... só mesmo com o que por na mala... que ñ foi nada fácil ter q escolher “esse vai, esse não vai”...rs...
Minha despedida foi megaaa legal. Fiz em um lugar chamado COCONUT BAR... um karaokê super diferente... todos adoraram a idéia e foi bem divertido. Olha só algumas fotinhos dessa bagunça... =)

My Farewell Party


NO AEROPORTO

Graças a Deus cheguei meio que cedo no aeroporto, pq como nada é perfeito... esqueci um documento muito importante... o DS. Na verdade eu nem sabia que precisava levar ele, e digo mais, eu quase que joguei fora quando chegou... nem dei bola, nem lí sobre o que era... hehehe... + que tenso... a moça do check in disse que eu embarcaria, mas que iria levar uma baita bronca na imigração e que ainda teria que enviar via correio para eles. Ahhhhhhh... me desesperei... minha mãe foi correndo em casa buscar... (tadinha). Graças a Deus deu tempo e essa parte deu certo.
Minha família toda e alguns amigos muiiitooo mais que queridos estavam lá comigo pra se despedirem. Fomos na pizzaria... foi bem massa ficar com todos alí. Meu primo na hora de dar tchau me deu esse sapinho lindo que veio me acompanhando abraçado a viagem inteira. Que família linda q eu tenho.... que saudade que já estou sentindo... + daqui um ano ta tudo certo de novo. =)
Finalmente o “último tchau”... muita choradeira... e entrei.
Por muitas vezes chorei no avião. É... isso ñ tem como evitar, faz parte.
Já na sala de embarque, conheci meninas muito queridas, e desde então ficamos todas muito unidas.

Despedir da família não é nada fácil... =/ ... Amo Vcs, minha família linda!


AEROPORTO EM DALLAS - TX

Agora a história começa de verdade. E que história....rsrsrs... Vou tentar resumir ao máximo.
Chegamos as 6:00am (horário de Dallas – 2 horas a menos que o Brasil). Até ai tudo perfeito. Iriamos pegar o nosso vôo pra NJ às 9:45am, mas mal sabíamos nós que isso estava muito longe de acontecer.
Entramos no avião, sentamos e ficamos alí por mais ou menos 3 horas, sem sair do lugar. Ok.. tá certo que tinha começado uma chuva bem forte... até pedrinhas...rsrs... Daí depois falaram q o granizo tinha afetado as aeronaves e que teríamos que aguardar mais um poko. Passado mais de 5 ou 6 horas, vem a notícia que o nosso vôo tinha sido cancelado. Meuuuu Deussss..... entramos em pânico. Estavamos em um grupo de 27 meninas, o que ajudou muito a todas manterem a calma. Escolhemos então uma delas, a Marcella, pra representar todas nós. Ela fez algumas ligações pra APC e nada de eles resolverem, nd de darem notícias boas ou pelo menos mostrar interesse pelo que estava acontecendo.  Ok... daí ficamos em cima do pessoal do aeroporto, e vem outra notícia, q ñ teria mais voos para Dallas naquele dia. Aiiiii ferrou tudo mesmo... detalhe, o nosso treinamento começaria no dia seguinte 24/05 e nós ñ estaríamos lá, e mais um detalhe... a APC ñ estava nem ai pra gente. Olha a nossa situação no aeroporto.

Parecia até um filme... nada legal ficar em um aeroporto.


PS: Vôo não tinha, mas as nossas malas foram todas despachadas e só veríamos no aeroporto de NJ, no dia seguinte. Então imagina o nosso desespero de pensar que nossas malas poderiam ser extraviadas.

Quando foi umas 23 horas (16 horas dentro do aeroporto), a CIA Aérea pagou a hospedagem e alimentação (janta e café da manhã) no Hotel Quality. Enfim conseguimos descansar e ter uma noite tranquila... graças a Deus pq já estávamos achando que iriamos passar a noite no aeroporto.
Acordamos cedo e fomos para o aeroporto novamente, pq nosso vôo para NJ sairia as 14 horas.

FINALMENTE EM NEW JERSEY

No aeroporto de New Jersey tínhamos que ir atrás da nossas malas... mais um dia daqueeelesss. Graças a Deus minhas malas estavam intáquitas, mas de 3 meninas não. Olha só a mala da Rafa como foi devolvida. Um Absurrdoo!!!... Outras meninas tiveram que ir para o Hotel sem mala... totalmente sem roupa... e só no dia seguinte chegou as malas delas. Bom... menos mal.

Mala da Rafa


HILTON HOTEL

Assim que chegamos no hotel, tivemos uma orientação e olha só... a orientadora foi ridícula ao dizer que nós não ligamos, que não estávamos com a camiseta de identificação, que não seguimos o que foi passado...enfim... querendo dizer que eles não tinham nada com isso e que se tinha alguém errado nessa história toda, erámos nós. QUE ABSURRRDDOOO!.... Ela ficou pedindo desculpa, desculpa... + querendo jogar pra gente. Muuito irritante essa mulher. Muitas meninas e eu, claro... detestamos essa mulher mal amada. Bom... fora isso... ainda bem que nós brasileiros somos sempre felizes...rs... abaixo algumas fotinhos.

Hilton Hotel - Comida super saudável...rs... mas pessoas muito queridas!


O CURSO

É horrível... vão preparadas... muito chato... e ainda nós brasileiras que não conseguimos chegar no dia certo, tivemos que fazer o curso até as 19:00hs. Não queriam deixar a gente sair... Um Horror... daí com muita conversa deixaram a gente pelo menos ir até o shopping que ficava ali por perto. O curfew do hotel é 22:00hs... então nem aproveitamos. Fazer o que... como minha prima disse... “Quando acontece uma coisa ruim...ou tudo da errado, é pq ainda vai acontecer uma coisa muito boa”....rs.... Será?...rs... I hope so!...




PS: O que valeu muito a pena nessa história toda... foi ter conhecido todas essas meninas. Fizemos um grupo unido, uma ajudando a outra... e queira ou não... a situação ajudou a todas nós nos aproximarmos mais. Adorei conhecer vcs... sem exceção... e gostaria muito de manter essa amizade. Desejo muita boa sorte pra todas e que esse seja um ano marcante na nossas vidas!...  Was really nice to meet you girls!

Adorei conhecer todas vcs!

Bom.... acho que vou parando por aqui... já escrevi por demais da conta e certamento vcs não vão ter paciência em ler tanto....hehehehe.... continuo falando um pouco mais sobre isso no próximo post e sobre a minha família. Posso adiantar que eu estou super bem por enquanto. Ainda meio perdida... mas to bem....rs...

MILLL BEIJOS!!!

Presentes para minha Host Family!

Falaaaaa minha gentee!!!...

Meus Deus… nem estou acreditando que domingo estou indo embora…rs… Parece que foi ontem aquela ansiedade de ficar online, esperar família, achar uma família... fazer o tão sonhado MATCH....rs... como passou rápido.

Bom... o negócio é o seguinte... agora JÁ ERA....rsrs.... negócio feito...rs... Andei falando com a minha host Family esses dias e eles parecem estar bem animados com a minha chegada também, e isso é muito importante pra mim, me deixa bem mais confiante.

Hoje a minha postagem é sobre os meus presentes. Nossaaa.... posso falar???... foi muito difícil essa tarefa...rs... + acho que consegui encontrar tudo que eu queria. Espero que eu acerte e eles gostem. Eu sei que talvez eles nem liguem para os presentes, mas não custa nada arriscar...rs... acho que essa é a minha oportunidade de conquistar, pois vão perceber o quanto me dediquei e me importei em escolher os presentes pra cada um deles. Também pode ser que realmente eles sejam desencanados com essas coisas, mas mesmo assim valeu a minha intenção e acho que o gesto é legal. Eu e minha família temos um sério problema... Adoooraaaa dar presentes...mais que receber...rs... não tem jeito... acho q mesmo sem conhecer minha host family a fundo... ñ consegui economizar nos presentes. O bom que compro sem dó... compro com vontade e com muito carinho. =)

Ok... chega de bla bla bla e vamos logo aos presentes....rs... Ahhhhhhhhhhhh.... antes de mais nada, para que vcs não se assustem e fiquem se perguntando...rs... deixa eu falar uma coisa. Vcs vão perceber que comprei 1 sapo para cada um deles...rsrs... caallmaaa...rsrs... isso tem explicação. Bom... eu amo sapo, e meu quarto é todo de sapo... parede verde, cobertor de sapo, muitos sapos de pelúcia... tapete de sapo....enfim... tudo no meu quarto..rs... e eu tenho certeza que isso me ajudou muito, pq as crianças se encantaram com o meu quarto... e os pais tmb acharam bonitinho isso...rs... dai como percebi q isso foi uma coisa que me ajudou muito... decidi comprar 1 sapinho para cada um, para que eles sempre se lembrem de mim "A Menina do Sapo"....hehehehehe....

Agora sim.... aos presentes.... =)


Para o menino de 8 anos eu comprei: Quebra-cabeça do mapa do Brasil, 3 Gibis da Turma da Mônica em Inglês (comprei pelo site da paninicomics), caneta do Brasil, borracha do cebolinha, havaiana da liga da justiça e um sapinho jogador. =)


Já para a menina de 10 anos, comprei: 3 Gibis da Turma da Mônica em inglês, caneta do Brasil, borrada da mônica, havaiana florida, algumas bijuterias (ela acabou de furar a orelha e está trocando de brinco toda a hora...rs... então comprei 3 de florzinhas, 1 de chinelinho de strass e 1 de sapinho de strass bemm lindinho)....também pulseirinhas branca e roxa que é sua cor favorita... uma fivela de cabeça brilhante, estojo de sapo e uma bolsinha de sapo. =)


Para a host mother comprei: um colar com uma pedra brasileira, chaveiro do mapa do Brasil, ímã de geladeira de São Paulo, havaiana slim e uma almofada de sapo. =)


Para o host father comprei: Miniaturas de cachaça, kit caipirinha, chaveiro jogador do Brasil, havaiana camiseta do brasil e claro um sapinho jogador do Brasil...rs... =)


Essas guloseimas para toda família... sonho de valsa, paçoquinha, bananinha, goiabinha e doce de leite. =)


É isso... me dediquei bastante na escolha dos presentes, e espero que agrade... nem que seja um pouquinho...rs... Se eu falar que gastei pouco estarei mentindo...rs... mas espero que valha a pena. =). Bom... certeza que depois conto como foi isso...rsrsrs...

Meu próximo post vai ser sobre o meu projeto da APC... espero conseguir postar antes de viajar.

...Mil Beijos...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Postagens populares